x
×
Siga o Top de Marcas nas redes sociais

Dress Code para empresas valoriza o colaborador e comunica valores corporativos

Dress Code para empresas comunica valores do negócio

Muito mais que um uniforme padrão, estilista londrinense repagina o negócio para oferecer Dress Code para empresas

O que pode parecer uma despesa é, na realidade, um investimento, e dos mais certeiros. O uniforme corporativo, muitas vezes deixado de lado e visto como fora de moda, abriu um novo campo para as marcas se posicionarem e emitirem conceitos. A proposta do Dress Code para empresas veio justamente para resgatar a moda da vestimenta corporativa com um apelo personalizado: ser um código visual capaz de transmitir os valores e o propósito de cada negócio. 

O conceito de estabelecer um código de vestimenta surgiu ainda na idade média, quando o objetivo era distinguir classes sociais. Mas foi evoluindo ao longo do tempo, tornando-se uma forma importante de comunicar uma imagem pessoal ou corporativa. Cada vez mais empresários do Brasil e do mundo entendem a importância do Dress Code para que as suas marcas fortaleçam a reputação.

Com uma trajetória de mais de 23 anos no mundo da moda, a estilista londrinense Silvia Dore, deixou de fazer coleções para o varejo para mergulhar de vez na produção de moda para o ambiente de negócios. “O ponto chave foi quando um empresário da cidade me pediu para fazer roupa para os funcionários dele. Falei ‘não faço uniformes’ e ele disse ‘nós queremos qualidade e diferenciação’. No mesmo período, outras duas empresas também começaram a se interessar em personalizar seus valores, transmitindo conceitos por trás da vestimenta. 

A partir daí Silvia Dorê mudou o seu negócio e passou a oferecer o que está sendo um diferencial no mercado da moda. “Moda para mim é comportamento e sempre vai ser. É o resultado de situações que refletem no comportamento das pessoas. Da mesma forma, o Dress Code para empresas é uma forma de refletir o comportamento da marca e o que ela quer comunicar”, comenta a estilista. 

Dress Code para empresas na prática 

O primeiro passo para aplicar o Dress Code na sua empresa é ter consciência, enquanto gestor, de que você não está fazendo um novo uniforme, mas reformulando a forma com que as pessoas enxergam a sua empresa a partir dos seus colaboradores. “Aqui nós temos criação na modelagem. Minha empresa é do mundo da moda e empresas de uniformes não são minhas concorrentes”, destaca Silvia Dore. 

Além de envolver um processo criativo e não só operacional, o Dress Code para empresas envolve etapas de estudos. Trata-se de um projeto completo de imagem, cores, croquis – tudo a partir da história, informações e da mensagem das empresas. O primeiro passo, por exemplo, é entender quantos e quais são os setores da empresa, quais seus valores e propósito, para que seja possível definir o que cada um irá vestir. Só depois de todo esse processo de criação e desenvolvimento que a entrega em si é realizada. 

É importante pontuar que o Dress Code não define o que cada colaborador vai vestir de acordo com quem são, mas sim conforme com a empresa que representam. Palestras e consultorias sobre como cuidar dos modelos, quais produtos usar para a lavagem e até mesmo sugestões de qual o melhor sapato para combinar, dicas sobre acessórios e outros aspectos da imagem pessoal, fazem parte desta entrega. 

“Estabelecer um Dress Code para a sua empresa não significa desconsiderar a autenticidade individual de cada um, mas valorizar o que cada colaborador é para a empresa. Oferecendo um produto pensado exclusivamente para ele, com muita qualidade e que irá somar em seu trabalho no dia a dia”, destacou. 

Leia mais: 

Pesquisa
Realização
Scroll Up